typical tenement

in town

Vim aqui parar quase por coincidência ou, talvez não! Na altura queria aventurar-me em novas experiências e a Escócia sempre me fascinou muito!

A minha intenção não era ficar por aqui mas depois de conhecer um Glaswegian a minha/nossa vida deu aos poucos 360º graus e tomou rumos que  até então nunca tinha pensado…

Quando aqui cheguei achei a cidade um pouco triste, a maior parte dos edificios quase todos do mesmo feitio e de uma cor de barro, isso aliado ao céu quase sempre cizento não ajuda muito… Os edificios modernos têm ainda menos piada! O melhor da em arquitectura (na minha opinião) são as igrejas. Com o tempo aprendi a olhar mais para cima,  alguns prédios têm detalhes muito bonitos apesar de muitos estarem mal conservados devido à poluição e depois de conhecer melhor a cidade e decobrir os parques fiquei um pouco mais em paz, a Escócia tem uma luz linda e quando o sol brilha o verde é lindissimo e continuo a achar que o melhor é que saindo da cidade em meia hora estamos no meio do campo.

Quando me perguntam se gosto da cidade (e perguntam muito, especialmente depois de saberem que sou portuguesa) confesso que tenho de ser um pouco diplomática, respondo que em geral gosto das pessoas (são muito educadas, afinal não é todas as cidades de quase 2 milhões de habitantes que se tem por habito agradecer ao motorista do autocarro quando vamos a sair) apesar de haver um grande problema com o consumo de alcool e isso reflete-se nas leis (não se pode comprar alcool apartir das 10 da noite e ao domingo só apartir do meio dia, por causa do futebol, mas isto dava assunto para um outro post bem comprido de certeza).

Glasgow na época Vitoriana era conhecida como a Segunda Cidade do Império,  cresceu com a industria de construção de barcos, ferro,textils e tabaco e esse passado industrial está bem reflectido na própria cidade. A maior parte da cidade é constituida por tenements, construídos no século 19 e 20, têm tectos altos e  bay windows são sem sombra de duvida mais bonitos por dentro do que por fora, em alguns apartamentos encontra-se os tectos originais e vitrais (é mais nas escadas) muito bonitos.

Nos anos 60 havia um grande problema de habitação, os tenements também foram construidos para albergar a mão de obra necessária para as fábricas mas esses não tinha muitas condições de vida, sobre esta parte não sei muito mas sei que Glasgow ainda foi destruído por bombas aéreas na II Guerra Mundial e depois desta deve ter havido pressão politica para melhorar as condições habitacionais e a solução encontrada foi construir enormes edificios, o que nos anos 80 se tornou um grande problema social, agora esses mesmos estão a começar a vir abaixo, muitos já foram demolidos e mais se seguem.

Arquitecture and housing

Apesar de tudo penso que Glasgow é uma cidade que vale a pena conhecer, onde a maior parte dos museus são de entrada livre e com qualidade, tem 4 ou 5 teatros/salas de espectáculo um cinema que mostra diáriamente filmes europeus ou um pouco menos blockbuster, tanto da actualidade como um pouco mais antigos e para quem gosta de Rennie Mackintosh não há melhor cidade!